Portuguese Afrikaans Arabic Chinese (Traditional) Dutch English Filipino French German Hindi Hungarian Indonesian Italian Japanese Korean Malay Polish Russian Spanish Swedish Thai Vietnamese

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Jucelino Luz previu a vitória de Donald Trump em 2007

O magnata Donald Trump, mesmo sem experiência política, surpreendeu e venceu a eleição presidencial dos Estados Unidos, superando a democrata Hillary Clinton, um terremoto político que leva o país e o mundo a um período de incertezas. E quebrando todas expectativas contrárias, Jucelino Luz , manteve em sua carta de 2007 , já divulgada nesse site anteriormente a vitória de Trump .

Clique no link abaixo, para poder ter acesso na entrevista realizada no programa do Amaury Junior da Rede TV
Click on the link below to watch the interview at Rede TV -Amaury Junior

“Serei o presidente de todos os americanos”, anunciou Trump exultante no discurso da vitória, ao lado da esposa, Melania Trump, e de seus filhos.
“Isto foi muito duro”, completou, ao agradecer à família.

“Chegou o momento de os Estados Unidos fecharem as feridas da divisão, devemos nos unir: aos republicanos, democratas e independentes desta nação afirmo que é hora de união”, disse Trump.

election1

election2

Em uma mensagem à comunidade internacional, que acompanhou com apreensão a eleição americana, Trump disse: “Vamos tratar a todos com justiça. Todos os povos e todas as nações. Buscaremos terreno comum e não hostilidade; associação e não conflito”.

O presidente eleito americano afirmou que a adversária, Hillary Clinton, telefonou para felicitá-lo por sua vitória. Trump disse que os Estados Unidos têm uma “dívida de gratidão” com Clinton.

Oito anos depois da eleição de Barack Obama, primeiro presidente negro dos Estados Unidos, o bilionário de 70 anos, conhecido por sua rede de hotéis cassinos, venceu nos estados-chave da Flórida, Pensilvânia e Ohio e soma pelo menos 290 dos 270 votos que necessitava no colégio eleitoral para chegar à Casa Branca.

A democrata Hillary Clinton tinha apenas 218, um duro golpe para a ex-secretária de Estado que sonhava em se tornar a primeira mulher presidente dos Estados Unidos e uma derrota para Obama, que se dedicou a apoiar a candidata de seu partido.

O medo de uma vitória de Trump, que chamou os mexicanos de “estupradores” e “narcotraficantes” e que prometeu construir um muro nos 3.200 km de fronteira com o México, mobilizou muitos latinos, a principal minoria do país, mas sem força suficiente para dar o triunfo a Hillary.

Os mercados financeiros, que tinham clara preferência por Hillary Clinton, fecharam em queda na Ásia e operavam em baixa na Europa. E depois, houve uma subida do Dollar valorizando a vitória de Donald Trump conforme previsto por Jucelino Luz

Mario Ronco Filho – jornalista