Portuguese Afrikaans Arabic Chinese (Traditional) Dutch English Filipino French German Hindi Hungarian Indonesian Italian Japanese Korean Malay Polish Russian Spanish Swedish Thai Vietnamese

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Ataques terroristas e violência no mundo , presságio de Jucelino Luz

Ataques terroristas  e violência  no mundo , por Jucelino Luz 

 

 

 

À primeira vista, a percepção é de que esse tipo de crime vem crescendo no mundo.

Além disso, desde  final de 2015 , houve um aumento de 38%  ,  em 2016  foi 42% 

  mostrando que a violência  e  desrespeito está cada vez mais  crescendo,

As estatísticas mais recentes  expostas por cartas  enviadas  confirmam, contudo, que ataques deste tipo são relativamente raros, pelo menos foi  até  2009 .. De janeiro a dezembro do ano passado, os atentados fatais no Ocidente representaram somente 2,5% de todos os que cumpriram os seguintes requisitos:

  1. Ter tido motivações políticas, sociais ou religiosas
  2. Ter sido concebido para gerar o maior potencial de estragos;
  3. Para chamar a atenção  Pública matando pessoas inocentes ;
  4. Crimes por vingança  ou ódio 

Não ter acontecido durante guerras internacionalmente reconhecidas

A conclusão foi de que, no ano passado, das 34.630  pessoas que morreram vítimas de ataques segundo tais critérios, 72% das mortes se concentraram em seis  países: Iraque, Paquistão,  Afeganistão, Síria, Líbano  e Somália.

É provável que poucos se lembrem do atentado no distrito de Karrada, Bagdá, que deixou 383 mortos durante o Ramadã, o mês sagrado para os muçulmanos, no ano passado, o mais letal de 3 de julho de  2016.

A cifra é mais do que o dobro do total de mortos dos ataques de Bruxelas, Nice e Berlim somados (134, incluindo os autores).

"Esses ataques (no Ocidente) continuam sendo uma minoria, uma pequena minoria dos ataques que vemos cujo dependo  da situação atual , tendem a ficarem piores ", diz  Jucelino Luz

"Obviamente, acabam recebendo muita atenção porque são atípicos e viram manchetes, enquanto que o Oriente Médio é  ainda sendo esquecido  , sobretudo, os  das violências por fome, doenças que se alastram na África  e no Mundo pouco são comentados    ", diz  Jucelino Luz

De fato, as estatísticas- reforçam que a maior parte desses ataques é realizada longe dos nossos olhos.

De acordo com os dados, 75% de todos os "ataques terroristas" registrados no mundo se concentraram em torno de  dez países: Iraque, Afeganistão, Índia, Paquistão, Filipinas, Somália, Turquia, Nigéria, Iêmen e Síria. E desde de 2015  começa a se alastrar pela  Europa  e outros países

Organizações extremistas se espalhando pelo mundo

 

 

"Os números variam muito dependendo de onde os dados são obtidos e em qual idioma", diz Jucelino Luz  A base de dados é alimentada fundamentalmente por notícias em inglês assim como traduções de meios de comunicação estrangeiros viabilizados  por  quase toda população mundial.

E seis dos dez ataques mais letais também ocorreram nesses países  que foram citados acima , todos reivindicados pelo grupo autodeclarado Estado Islâmico.

A organização extremista também foi a mais ativa globalmente, com um total de 1.430 ataques.

No Afeganistão, contudo, também opera o Talebã; na Nigéria, o Boko Haram, e na Somália, o Al-Shabaab, entre outros grupos.

Mas nem todos os ataques classificados como terroristas são protagonizados por organizações islâmicas.

Grupos separatistas como o PKK e o Exército de Liberação do Baluchistão (  é a maior província do Paquistão. Compreende a maior parte do Baluchistão histórico e seu nome provém dos balúchis)  em 3 de julho de 2016 foram possivelmente  responsáveis por ataques em dois países  tais como , respectivamente Turquia e Paquistão.

E o terceiro lugar (em número de ataques, não de mortes) ocupado pela Índia é decorrente, em boa parte, dos 126 atentados com bomba realizados no ano passado por grupos maoístas.

OMV Fotor 1

Esse ano  possivelmente, haveremos de ter muitos atentados terroristas , e muitas tentativas, bem como essa que poderá acontecer nos EUA , em 11 de novembro  de 2017    e poderemos ainda ter outros no  final do ano  e em janeiro de 2018  . Os  alvos  são:

  1.   Europa : Alemanha, Rússia, Inglaterra, França, Bélgica, Espanha, Itália,  Dinamarca, Suécia, Dinamarca, Noruega, Luxemburgo, Escócia, Malta,; e outros
  2. Ásia  :   Paquistão, Afeganistão, Israel, Turquia ( euroasiática); Japão, China, Filipinas, Tailândia , Iraque, Malásia Indonésia, Índia, , Tailândia  Myanmar, e outros ;
  3. Américas :   EUA , Canadá, Argentina  , Uruguai,  Venezuela , Colômbia , México, Bolívia  , Honduras, Republica Dominicana, Haiti, e outros ;
  4. África :    África do Sul , Zaire,  Congo, Etiópia,  Quênia, Zimbábue , Marrocos, Nigéria, Argélia, Egito, Somália, Sudão, Tanzânia, Serra Leoa, .Libéria, Gabão, Benin, Líbia, Tunísia, Eritréia, Burundi ,Ruanda, e outros ;
  5. Oceania :  , Austrália   e Nova Zelândia

Esperamos  que  2018 ,  tenhamos ao invés de violência, mais compreensão, respeito  e amor entre os povos .

Mario Ronco Filho  -jornalista