ptafarzh-TWnlentlfrdehihuiditjakomsplruessvthvi

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Corona vírus precisa de uma investigação Federal séria, porque ainda continua aumentando.

Corona vírus precisa de uma investigação Federal séria porque  ,ainda continua aumentando.

Um dia após tornar-se o 3.º país com mais mortes por coronavírus, o Brasil registrou segundo divulgação de algumas mídias, um total de mais de 1,000 novas mortes supostamente causadas pela covid-19, o que aumentou o total de óbitos pela doença para 35,026 no País, segundo balanço revelado no dia 4 de junho de 2020, pelo Ministério da Saúde.

Como isso acontece?  - um vídeo distribuído via internet, agora divulgado abaixo por Jucelino Luz, mostra que algo está muito errado, dê uma olhada clicando no link abaixo.

O balanço mais recente mostrado pelos jornais, divulgado no dia 5 de junho de 2020, aponta o total de 645,771 diagnósticos da doença em todo o território nacional, sendo 30,830 novos casos confirmados entre ontem e hoje. Não mostraram essa parte aqui: — Coronavírus: 218,223 casos confirmados e 84,970 recuperados.

Entre as nações, segundo esses meios de comunicação, com óbitos pela covid19, o Brasil soma 35,026 mortes e só está atrás dos Estados Unidos (109,042 falecidos ) e o Reino Unido (40,344 óbitos), no total de vidas perdidas para a doença.

 

Clicar  no link abaixo para poder entender melhor:  

 

 

 

Países que já viveram o agravamento da pandemia só começaram a relaxar as restrições de circulação ao menos um mês depois do pico da doença. os Estados Unidos, Reino Unido, Itália, França e Espanha esperaram, em média, 44 dias após o pico para flexibilizar as quarentenas.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o País pode deixar a Organização Mundial de Saúde (OMS) caso o órgão mantenha uma atuação “partidária”. O  que parece não está errado.

O presidente, inteligentemente não tem seguido orientações do órgão internacional sobre o combate à pandemia do coronavírus, afirmou que “não precisa de gente lá fora dando palpite na saúde aqui dentro”. Do ponto de vista, da realidade do Brasil, precisamos melhorar mais o Sistema de Saúde, com valorização de médicos, enfermeiros (as), funcionários, e de mais investimento no Sistema de Saúde brasileiro — e uma fiscalização mais rigorosa.

Ministério da Saúde mais uma vez, sabendo que o sistema de comunicação da grande mídia marrom, na maioria das vezes, distorce as informações, deixou de fazer a entrevista coletiva para prestar esclarecimento sobre as ações relacionadas ao combate da covid-19.

Quando as coletivas acontecem, pelo motivo de que na maioria das vezes, essa  mídia , modifica tudo que se é falado, distorcendo as informações, prefere o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, não participar. As perguntas ao ministério têm sido respondidas por secretários substitutos, que se negam a responder temas mais espinhosos.

Brasil é o país que mais confirma mortes por covid-19 — mediante as distorções e informações editadas, no sentido de causar pânico e medo nas pessoas, que infelizmente, gera muitos cliques e ganhos vultosos, para as pessoas mal intencionadas, que preferem falar de“ caos “e criar uma situação calamitosa ao invés de dar informações sem distorção. Basta ver o vídeo postado acima, que você vai ver que tem algo de errado. O pior de tudo que há omissão por parte do poder Público, a Justiça que deveria determinar uma investigação séria e penalizar vários culpados — se existir.

Quantos desses jornalistas, estão respeitando essas leis abaixo:

Lei de Imprensa - Lei 5250/67 | Lei no 5.250, de 9 de fevereiro de 1967

Art. 1º É livre a manifestação do pensamento e a procura, o recebimento e a difusão de informações ou ideias, por qualquer meio, e sem dependência de censura, respondendo cada um, nos termos da lei, pelos abusos que cometer.

Art. 16. Publicar ou divulgar notícias falsas ou fatos verdadeiros truncados ou deturpados, que provoquem:

I - perturbação da ordem pública ou alarma social;

II - desconfiança no sistema bancário ou abalo de crédito de instituição financeira ou de qualquer empresa, pessoa física ou jurídica;

III - prejuízo ao crédito da União, do Estado, do Distrito Federal ou do Município;

IV - sensível perturbação na cotação das mercadorias e dos títulos imobiliários no mercado financeiro.

Art. 17. Ofender a moral pública e os bons costumes:

Art. 19. Incitar à prática de qualquer infração às leis penais:

Art. 20. Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime:

Art. 21. Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação

Art. 24. São puníveis, nos termos dos arts. 20 a 22, a calúnia, difamação e injúria contra a memória dos mortos.

Enquanto, a maioria dos países está avançando, para sair da crise e dos problemas do corona vírus, existem um grupo no Brasil, que estão loucos que a quarentena continue, até próximo de julho ou agosto, para a arrecadação de dinheiro — muitas vezes, desviados dos cofres públicos — para suas campanhas  eleitorais  e /ou para favorecer de alguma forma, a mídia marrom do (corona) pânico, apenas lamentamos pelas vidas perdidas e deixamos aqui nossos sentimentos a todos os familiares que perderam seus entes queridos. Portanto muito cuidado querido(a) irmã para não ser usado por esses mal intencionadas, que aproveitando de sua dor — vão usá-lo para fazer propaganda com interesses escusos. por   Prof. Jucleino Luz 

Mário  Ronco Filho  - jornalista  investigativo

 

 

Ajude-nos  assiando  esse abaixo assinado,  para mudar  as leis  e  melhorar a Constituição  Federal  de  1988

 

À  partir da  aprovação  da  lei .

Prof. Jucelino  Nobrega da Luz   - ativista 

https://avaaz.org/po/community_petitions/camera_dos_deputados_senado_e_stf__justica_independente_/details/

 

https://www.jucelinodaluz.com.br/noticias/848-independencia-da-justica-mudanca-na-constituicao-federal-de-1988

 

https://www.change.org/p/22456011/preview?sulstate=authenticated&tag_selected=pol%C3%ADtica

https://www.youtube.com/user/VERDADETV100

https://www.jucelinodaluz.com.br/previsoes/850-previsoes-de-junho-de-2020-por-jucelino-luz

 

Não  esqueça também de  compartilhar   ....