ptafarzh-TWnlentlfrdehihuiditjakomsplruessvthvi

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Sobe  popularidade de Presidente Jair Messias  Bolsonaro no Brasil 

Sobe  popularidade de Presidente Jair Messias  Bolsonaro no Brasil 

 

Águas  de Lindóia,  12  de  maio  de  2021

 

A pandemia de Covid-19 não  é um forte fator de influência na avaliação de líderes pelo mundo  tirando  vantagens disso,  a mídia  sensacionalista, que além de botar  medo e pânico na população, negativou  o nome do Brasil. Em mais de um ano de crise sanitária, criado  pela pressão  negativista  e sensacionalismo da grande mídia  contratada  muitas vezes, por  interesses singulares,  criam com isso,  ataques ao chefe de Estado  no  proposito de atingir o  governo do Brasil,  por  esse  motivo, o povo acordou   colocando  e  aprovando  as propostas   do Presidente,  assim,  em direção contrária,  as propagandas  que   lidavam com o coronavírus  como  se fosse o final dos  tempos. Essa  mídia  sensacionalista com  posturas antiéticas, e  sobretudo,  negativista, fica  tentando  diariamente,  induzir   o povo através  do pânico e medo,   a  implementar vacinação em massa,  com vacinas experimentais, prometendo  grandes  milagres, por isso, o presidente Jair Bolsonaro tem uma das mais altas  taxas de aprovação no Brasil, mesmo  com todos os ataques  diários  que vem sofrendo  e  depois  da mídia tentar negativar  o nome  no  exterior, com  matérias  absurdas, fora da realidade,  que  conseguiram  enganar, ludibriar   entre  12 líderes cujos índices de popularidades foram analisados por meios  duvidosos, suspeitos, pela grande imprensa sensacionalista,  sobre o que se refere  a  ruim,  o  Presidente do Brasil,  no entanto, no Brasil,  essas mentiras  foram  descobertas,  o  povo começou  a sair    em massa nas ruas  dando apoio  a  Jair  Messias  Bolsonaro.   Notícias criminosas   -  ou seja, crime  de imprensa,  mesmo  sendo uma  pessoa Pública, quando, inventa-se mentiras para tentar derrubar  alguém  do poder  ou  leva  as pessoas ao erro -   que  ao contrário,  em governos  anteriores  muitos  jornalistas,  televisões da grande mídia  sensacionalista  foram  condenadas  por caluniar, injuriar, ou  espalhar“  falsa  notícia”   o  que  não  vem acontecendo  agora, por motivos  óbvios:  -  a politização  por parte da justiça.   Observa-se que  a    Procuradoria  Geral de  Justiça, Procuradoria da União, Ministério da Justiça, Ministério das Comunicações, estão esquecendo  de olhar o código de ética do jornalista, ou  a lei  de imprensa  - ofender um chefe de estado  sempre  foi crime – ou pelo  menos  era desta forma?   - Esquecem –se também  que a Polícia  Federal, é  atribuição do Ministério  da Justiça  - e  de que  o  poder  maior é o do Presidente da República.   

A   aprovação de  Jair  Messias Bolsonaro, é  quase absoluta. E se tivesse uma eleição  hoje  Bolsonaro, ganharia  com  80%  dos  votos.

Bolsonaro  vem mudando  muitas  coisas  por pressão  externa e interna, isso,  poderá prejudicar ele, pretendem usar  essa mesma  ferramenta  contra  o Presidente no  futuro    -  é  um  golpe!

Dias atrás, Bolsonaro alcançou seu maior  índice de aprovação desde o início de seu mandato: 74%,de aprovação, esse  aumento  é uma resposta à conduta do presidente diante da pandemia, pois,  nada  tem que fazer  com  tantos  desmandos, sob pressão, não  tem como  governar  -  mais  deveria  usar  sua caneta azul   contra a corrupção  no Brasil.

A população brasileira avalia ótimo  o presidente por perceber que ele respondeu ao receio e anseios da população, incentivando a todos  a  acreditar no Brasil, e  proteger-se melhor do  que ficar com medo de  ficar doente ou de perder entes queridos, aliás,  isso acontece todos os anos no  Brasil, a diferença  entre  mortes  de 2017 a 2021, são muito  pequenas – o que se implantou  no Brasil, por alguns governantes estaduais  e a grande  mídia  sensacionalista  é  o Pânico e medo  na tentativa  de derrubar  o Presidente,  muitas pesquisas são  induzidas e  organizadas, na intenção, de levar o povo  e autoridades ao erro.    Pesquisas suspeitas e de má-fé  para medir o impacto político ao longo da crise sanitária — E a proximidade com o que direciona  ao  “medo da morte”, faz  tentativa  de  atribuir a culpa  no Presidente  e aumentar  a rejeição. Modo  operante  da  grande mídia sensacionalista no Brasil.  Isto é, um jogo, que induz da seguinte  forma:  -“ quanto mais o eleitor tiver pessoas do seu círculo  pessoal   padecendo de Covid, avaliará negativamente o presidente” -  essa  é a intenção da grande mídia sensacionalista, com  alguns governantes  e  uma minoria     da  tal  CPI. — É fato.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro se posicionou, sabendo  das grandes  mentiras espalhadas – basta você olhar  esse ‘website’:   Portal da Transparência - Registro Civil     isto  entre outros fatores, levam sermos  contrário às medidas restritivas e menosprezar  as informações  inverídicas  espalhadas  sobre  a gravidade do vírus, além de ter feito  certo, o Presidente,  não  conseguiu  fechar acordos para a compra da vacina contra o coronavírus, por  intervenções de poderes  paralelos  que  se instalaram  no  Brasil, impedindo  a  administração parcial do  governo  Federal.

Assim como Bolsonaro, outros três líderes mundiais têm um apoio maior  agora do que em janeiro do ano passado, antes de o vírus se espalhar pelo planeta. Entre eles estão os presidentes Andrés Manuel López Obrador, do México, e o primeiro-ministro Narendra Modi, da Índia-  que  está  enfrentando  internamente  o mesmo  problema  que  o presidente do Brasil, vem  combatendo  as inverdades  e  proliferação  suspeita.

Nos  Estados Unidos — ao todo foram 432 mil mortes(apenas 40% de Covid19)  no Brasil, 262 mil (apenas 30% de Covid19 – o  restante  de suspeita, que não  fizeram teste sequer, mas com os decretos  foi possível  criar  essa abertura)  e o mesmo  vem  acontecendo na  Índia e  no México.

Ao  contrário  do que diz  a mídia  sensacionalista  brasileira, os  líderes indiano e mexicano mantêm  uma popularidade alta, os dois tiveram uma alta  expressiva na avaliação, pois, seguiram  o mesmo caminho  do Presidente brasileiro.

Para  influenciar  a queda  desses  Presidentes, mídias  sensacionalistas com matérias  pagas,  estão  negativando  e criando obstáculos  para os governantes.

O presidente argentino Alberto Fernández, vem sofrendo o mesmo  problema -  sem saber,  o inimigo  que vem criando  negatividade  contra  ele, está  no  sistema  implantada, por  supostos  aliados no seu  próprio  governo, onde por trás, fazem de tudo  para que o povo  revolte-se contra  suas orientações na direção oposta, causando  revolta  popular.

Nesse grupo, a chanceler alemã Angela Merkel, que já tinha uma avaliação positiva, chegou à casa dos 70% de aprovação em meados do ano passado, vem sofrendo  uma  queda muito alta.

O presidente francês Emmanuel Macron, que enfrenta ainda  uma série de revoltas sociais antes da crise sanitária, tem um aumento  de  reprovação  na popularidade  desde janeiro a março de 2020— indo o patamar com variações  vem descendo até hoje, com oscilações no caminho. O  que vem  surgindo, são grandes  problemas  e efeitos  das vacinas -  causando  sérios  problemas  e mortes  em todo mundo. Muitos dos casos, mesmo  com a segunda dose,  pessoas foram infectadas, morrendo da Covid19, surgindo  dúvidas  e cancelamentos, reprovação  de algumas vacinas na comunidade científica. (Notícias  muitas vezes,  escondidas seus  acessos  ao povo brasileiro  por redes  sociais  famosas, ou pela  grande mídia   sensacionalista) 

O Presidente  do Brasil, Jair Messias  Bolsonaro,  deveria  fazer  uma  auditoria  no sistema  de Saúde, sobre  atestados de óbitos emitidos com suspeita de Covid19,  com responsabilidade criminal e civil   para  as“ fraudes” cometidas, pedir  aos Ministros  da Justiça  e de Comunicação  providências  contra  matérias  inverídicas, e decretar   aos governos  Estaduais e hospitais, a responsabilidade  única  por informações, contratos   e  vacinas  experimentais, nos  seus  efeitos  e  eficácia  (garantindo  as indenizações   as vítimas) -  antes  que  possam  usar contra ele mesmo, num futuro próximo.

Veja  que  o  Criador da personagem Dona Hermínia e um dos humoristas mais populares e admirados do Brasil,  Paulo Gustavo  já tinha  problemas  nas vias aéreas, asma, ele  ficou   internado desde 13 de março 2021, teve  suspeitada de Covid19,  ficaram horas,  após acordar e interagir com o marido, o ator sofreu uma embolia, da qual não conseguiu se recuperar e veio a óbito, e  agora  a mídia  sensacionalista  tenta  culpar  o Presidente, no sentido, maldoso, induzindo e incentivando,  os  fãs  dele  e admiradores, no sentido  de criar  ódio (discriminação).

Daqui  a pouco  vão falar  que  a guerra entre Israel  e Palestina  é culpa do Presidente  do Brasil, um absurdo!

Fica  tranquilo,  que  para  justificar  a ineficácia  das vacinas, vão  até  criar  a terceira  dose,  e  começará  na Alemanha.

Deus  Abençoe  a Todos!

Jucelino Luz   - pesquisador, influenciador,  ambientalista, nacionalista e orientador  espiritual

 

////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

 

Popularity of President Jair Messias Bolsonaro rises in Brazil

Águas de Lindóia, May 12, 2021

The Covid-19 pandemic is not a strong influence factor in the assessment of leaders around the world taking advantage of this, the sensationalist media, which besides putting measures and panic in the population, negated the name of Brazil. In more than a year of health crisis, created by the negative pressure and sensationalism of the mainstream media hired many times, for singular interests, they create, with this, attacks on the head of State in order to reach the government of Brazil, for this reason, the people he woke up placing and approving the President's proposals, thus, in the opposite direction, the advertisements that dealt with the coronavirus as if it were the end of time. This sensationalist media with unethical, and above all, negativistic postures, tries daily, to induce the people through panic and fear, to implement mass vaccination, with experimental vaccines, promising great miracles, that is why President Jair Bolsonaro has one of the most high approval rates in Brazil, even with all the daily attacks that it has been suffering and after the media tried to negate the name abroad, with absurd, unrealistic articles that managed to deceive, deceive among 12 leaders whose popularity indexes were analyzed by dubious, suspicious media, by the great sensationalist press, about what refers to bad, the President of Brazil, however, in Brazil, these lies were discovered, the people began to go out en masse in the streets giving support to Jair Messias Bolsonaro. Criminal news - that is, press crime, even if you are a Public person, when lies are invented to try to overthrow someone from power or lead people to error - which, on the contrary, in previous governments many journalists, televisions of the mainstream sensationalist media they were condemned for slandering, insulting, or spreading “false news”, which is not happening now, for obvious reasons: - politicization by the justice system. It is observed that the Attorney General's Office, the Attorney General's Office, the Ministry of Justice, the Ministry of Communications, are forgetting to look at the journalist's code of ethics, or the press law - offending a head of state has always been a crime - or at least was it less this way? - They also forget - that the Federal Police is the responsibility of the Ministry of Justice - and that the greatest power is that of the President of the Republic.
The approval of Jair Messias Bolsonaro is almost absolute. And if Bolsonaro had an election today, he would win with 80% of the vote.
Bolsonaro has been changing many things due to external and internal pressure, this could harm him, they intend to use this same tool against the President in the future - it is a blow!
Days ago, Bolsonaro reached his highest approval rate since the beginning of his term: 74%, approval, this increase is a response to the president's conduct in the face of the pandemic, because, he has nothing to do with so many excesses, under pressure, no you can govern - but you should use your blue pen against corruption in Brazil.

The Brazilian population appreciates the president very well for realizing that he responded to the population's fears and desires, encouraging everyone to believe in Brazil, and to protect himself better than being afraid of getting sick or losing loved ones, in fact, this happens every year in Brazil, the difference between deaths from 2017 to 2021, are very small - what has been implanted in Brazil, by some state governments and the great sensationalist media is Panic and fear in an attempt to overthrow the President, many researches are induced and organized, with the intention of leading the people and authorities to error. Suspicious and bad faith research to measure the political impact throughout the health crisis - And the proximity to what leads to “fear of death”, makes an attempt to blame the President and increase the rejection. Operating mode of the great sensationalist media in Brazil. That is, a game, which induces as follows: - “the more the voter has people in his personal circle suffering from Covid, he will negatively evaluate the president” - that is the intention of the main sensationalist media, with some governors and a minority of such CPI. - It's fact.
Since the beginning of the pandemic, Bolsonaro has positioned himself, knowing the great lies spread - just look at this website: Portal da Transparência - Civil Registry, among other factors, lead us to be against the restrictive measures and underestimate the untrue information about gravity In addition to having done the right thing, the President was not able to close agreements for the purchase of the vaccine against the coronavirus, due to interventions by parallel powers that were installed in Brazil, preventing the partial administration of the Federal government.
Like Bolsonaro, three other world leaders have greater support now than they did in January last year, before the virus spread across the planet. Among them are Presidents Andrés Manuel López Obrador, from Mexico, and Prime Minister Narendra Modi, from India - who is facing the same problem internally as the President of Brazil, has been combating untruths and suspicious proliferation.
In the United States - in all, there were 432 thousand deaths (only 40% of Covid19) in Brazil, 262 thousand (only 30% of Covid19 - the remainder of suspicion, which did not even test, but with the decrees it was possible to create this opening) and the same has been happening in India and Mexico.
Contrary to what the Brazilian sensationalist media says, the Indian and Mexican leaders maintain a high popularity, the two had an expressive high in the evaluation, because, they followed the same path of the Brazilian President.

To influence the fall of these Presidents, sensationalist media with paid materials are negating and creating obstacles for the government.
Argentine President Alberto Fernández has been suffering the same problem - unknowingly, the enemy that has been creating negativity against him, is in the system implanted, by supposed allies in his own government, where behind, they do everything for the people to revolt. against his orientations in the opposite direction, causing popular revolt.
In this group, German Chancellor Angela Merkel, who already had a positive assessment, reached 70% approval in the middle of last year, has been suffering a very high fall.
French President Emmanuel Macron, who still faces a series of social upheavals before the health crisis, has seen an increase in disapproval in popularity from January to March 2020 - the level with variations has been going down until today, with fluctuations on the way. What is emerging are major problems and effects of vaccines - causing serious problems and deaths worldwide. Many of the cases, even with the second dose, people were infected, dying from Covid19, arising doubts and cancellations, disapproval of some vaccines in the scientific community. (News many times, hidden its access to the Brazilian people by famous social networks, or by the great sensationalist media)
The President of Brazil, Jair Messias Bolsonaro, should carry out an audit in the Health system, on death certificates issued with suspicion of Covid19, with criminal and civil responsibility for the “frauds” committed, to ask the Ministers of Justice and Communication for measures against untrue matters, and decree to State governments and hospitals, the sole responsibility for information, contracts and experimental vaccines, in their effects and effectiveness (guaranteeing compensation to victims) - before they can use it against themselves, in the near future.
Note that the creator of the character Dona Hermínia and one of the most popular and admired comedians in Brazil, Paulo Gustavo already had airway problems, asthma, he was hospitalized since March 13, 2021, he was suspected of Covid19, they stayed hours after waking up and interacting with her husband, the actor suffered an embolism, from which he was unable to recover and died, and now the sensationalist media tries to blame the President, in the evil sense, inducing and encouraging his fans and admirers, in the sense of create hatred (discrimination).
Soon they will say that the war between Israel and Palestine is the fault of the President of Brazil, absurd!


Rest assured, that to justify the ineffectiveness of the vaccines, they will even create the third dose, and it will start in Germany.


God bless you all!


Jucelino Luz - researcher, influencer, environmentalist, nationalist and spiritual advisor