ptafarzh-TWnlentlfrdehihuiditjakomsplruessvthvi

JAPAN FLAGCHINA FLAG

Alemanha enfrentará  alta de 70% dos casos de Covid19  , mostra  que vacinas na verdade, não  funcionam

Alemanha enfrentará  alta de 70% dos casos de Covid19  , mostra  que vacinas na verdade, não  funcionam

Águas de Lindóia,  22 de setembro  de 2021

O mesmo  estará  acontecendo  com Itália,  França,  Rússia  , Bulgária  e  Reino  Unido ,  para  justificar  a baixa  eficácia  das vacinas experimentais , eles vão usar a grande   imprensa  sensacionalista  ,  cientístas  que são  funcionários  e recebem ordens  desses governos (sem generalizar)  .

“  Deixamos   bem  claro , que não somos contra a vacina, desde que  não sejam  emergenciais  ou  experimentais , e sobretudo, tenha  anos  de  pesquisa,  que  realmente mostrem  em estudos  e pesquisas científicos  divulgados , sem  causar   danos a saúde pública  e também  resultados  positivos  “

O número de novos casos de Covid-19 crescerá  na Alemanha, o que poderá  conduzir o governo a adotar novas medidas restritivas com a chegada do inverno. O que se poderia  ser feito  é implementar a educação  de saúde  e controle de infectados , e não restrições que causarão um dano  maior  ainda .   De acordo com os presságios mais  de 19.500  casos das doenças infecciosas, e contaminações serão  registradas  entre  21  a  23  de outubro de 2021 , será quase 8.000 a mais do que no  dia  15  de outubro de 2021 .

A taxa de incidência de casos de Covid-19 no país, para cada 100 mil habitantes, passará  de 68,0 para 96,0 em uma semana. O dado servirá  de referência para decidir medidas para conter a circulação viral. Com uma taxa acima de 50, considera-se que a epidemia vai estar  fora de controle.

O fim do estado de emergência está previsto para o dia 25 de novembro de 2021 – se nada  mudar . Isso significa que as restrições vão expirar automaticamente nessa data, exceto se seu prolongamento for votado pelo Parlamento. Que não deveria  porque  vai prejudicar  muito  mais  e aumentar mais os casos .

Mais de 1.500 pacientes  serão contaminados pela Covid-19 estão internados nas unidades de terapia intensiva do país, até  dia 21  , se não mudarem a forma  de contenção  e  de  repensar  sobre a eficácia da vacina – que  vem mostrando ineficiência  ,tanto  na  eficácia , bem como  na segurança  -  milhões  de pessoas poderão  pegar o vírus  Covid19,  mesmo com a vacina , e desses poderão estar também  correndo risco  de vida , por  efeitos colaterais .  Precisarão  de mais estudos  e pesquisas para diminuir  os riscos .

Diante do contexto sanitário desfavorável, por medidas  equivocadas ,  é  provável que as regiões alemãs, conhecidas como "Länder", derrubem as medidas de distanciamento social, a obrigatoriedade do uso da máscara no espaço público ou um certificado de teste, vacinação para entrar em locais fechados – que  na verdade , significa  medidas extremas  e sem efeito positivo, basta  observar o aumento  de casos  em várias localidades  -  e uma ,duas, três ,quatro ,cinco doses da vacina , não vai resolver nada , ao contrário , pode  prejudicar as pessoas  pelos efeitos causados ou  praticas educacional de saúde  e medidas de controle de infectados que leva a  cura pela Covid-19. O lockdown é uma medida impopular na Alemanha.

Cerca de 67% dos habitantes são vacinados - uma porcentagem superior à média da União Europeia (63,3%). Pelo menos 1,5 milhão de pessoas receberam uma terceira dose do imunizante. E mesmo assim , os casos vão aumentar , mostrando  a ineficácia  e falta  de segurança da vacina -  não  adianta  representantes , criarem  Cepas , Variantes  ou sub- variantes , para justificar o fracasso  das vacinas existentes no mundo .  Deveriam  se preocupar mais , com os efeitos colaterais  , que vai matar mais  do que o próprio vírus .

Casos também  vão  subir   na França

Após alguns  meses aparentemente  de queda do número de contaminações, o número de casos voltará  a subir levemente na França, com a chegada do outono em 2021 . A situação, por enquanto, não poderá preocupar  os epidemiologistas e o governo, que decidirá , entretanto, por meio  equivocado por imposição a  manter o passaporte sanitário. Haverá  uma tendência a uma alta do número de casos ligados à Covid-19", que  justifica a falha  dos imunizantes  e  milagres prometidos nos  noticiários da grande mídia sensacionalista, ainda bem, que  não se tratará  de uma nova onda epidêmica. Desde o final de agosto, a epidemia registra um forte recuo na França, mas não é , principalmente por conta do sucesso da campanha de vacinação, pois,  com alguns casos surgindo , mostra que infelizmente,  teremos mais  mortes  por efeitos colaterais -  que é  muitas vezes,  escondido  da população  - digamos que  a difusão das campanhas  das vacinas ,  foi uma das mais avançadas da Europa. 

De acordo com, a agência vigilância sanitária francesa, a alta não é surpreendente: alega  que as pessoas ficam mais em locais fechados e fecham as janelas, o que aumenta o risco de contaminações. Mas, se alta continuar, uma retomada epidêmica não está descartada, apesar da grande proporção de franceses vacinados - 67,8% receberam duas doses da vacina.  Se voltar  os casos , mostrará apenas a ineficiência  das medidas tomadas na França . O governo, entretanto, recomenda a manutenção de alguns cuidados, como o uso da máscara em locais fechados, por exemplo.

Na  Rússia  ,acontecerá  o mesmo.

A Rússia registrará  entre 21 a   23 de outubro de 2021  de recorde de mortes e contágios por covid-19, ao notificar 1.080 óbitos e 37.680  novos casos . Os números, considerados altamente subestimados, levarão  o país ao topo de mortes pela pandemia na Europa, por outro lado, mostrará  também  que as vacinas  experimentais  e emergenciais  existentes , não estão funcionando .

Desde junho, a Rússia  enfrenta uma nova onda da epidemia provocada pelo baixa  eficácia das vacinas , e não pelo  surgimento de variantes mais agressivas, como  tentam colocar nas mentes  das pessoas -  cientistas contratados por governantes  e  laboratórios  , também não  se trata   de  desrespeito generalizado ao uso de máscaras e uma lenta campanha de vacinação como  aponta  a grande mídia sensacionalista  -  que  muitas vezes,  são  pagas para  colocar notícias  indutivas  e  de pânico .  O balanço oficial de mortes no país desde o início da pandemia é de 229.530  vítimas,  podendo  ser  reduzido  em até 60%  -  porque  apenas 40%  desse  percentual  morreram  do Covid19,  os  outros  60%  são  de históricos  existentes  de outras  doenças  -  infelizmente,  são todas computadas  por  morte  de Covid19  .

Com todo respeito a outras nações,  parece-nos  que  os  Russos , foram  mais  cautelosos  , pois, apenas  um terço dos foram imunizados desde o lançamento da primeira vacina nacional, Sputnik V, em dezembro de 2020. O fracasso que pode ser explicado sobretudo pela habitual desconfiança da população em relação às autoridades  e também as vacinas existentes – que na verdade, todos Russos , têm razão de não acreditar  em vacinas experimentais  e emergenciais , que  vem  causando  grandes efeitos  colaterais  , e  com  baixa  eficácia -  quem  não  acreditar , espere  depois  de sua  vacinação , em torno  de 4  a  6  meses , faça  o teste de imunidade , que é coletado  através do sangue -  e veja  o resultado .

Bulgária  crise  por  Covid19  -  poderá enviar pacientes para outros países ....

Em crise por covid-19, Bulgária contempla enviar pacientes para outros países

O governo da Bulgária anunciará  que cogita enviar pacientes de covid-19 para outros países , porque será  praticamente abalado  o   sistema de saúde daquele país,  por uma possível onda da pandemia, que também levará  a Romênia a adotar novas restrições.

O ministro da Saúde , para evitar  o colapso na saúde  deveria  adotar  o sistema  de educação  de saúde , e   detectar  os  indivíduos  contaminados ,assim  , poderá  disseminar  o Covid19  do país .

Apesar da obrigatoriedade do passaporte sanitário , que para nada  servirá  essa medida extrema , para entrar em restaurantes e centros comerciais,  poderá  nesse entendimento , aumentar a circulação do vírus poderá  aumentar de 6.000 para 10.000 casos positivos diários  em um futuro  próximo.

Ao menos 23.000 pessoas morreram vítimas da covid-19 na Bulgária, segundo Jucelino Luz ,  apenas  40%  dos  casos , são  verdadeiramente pelo  vírus .

Bulgária e Romênia são os dois países da UE com menor percentual de população vacinada, com 25% e 34% respectivamente, que  significa , que  são cautelosos  com vacinas experimentais  e emergenciais . Existem  outros meios eficazes para  se proteger do vírus .

O governo romeno aplicará novas restrições  em um futuro próximo, como a obrigatoriedade do uso de máscara e a exigência do passaporte sanitário para frequentar restaurantes, centros comerciais ou academias, além de um toque de recolher às 22H00 para os não vacinados  - que  não  será  totalmente  eficaz  para evitar  a propagação  do vírus  -  outras medidas melhores , deveriam ser adotadas .

Reino Unido terá maior número de casos de Covid-19 entre 16  à  25  de outubro de 2021

O Reino Unido contabilizará  entre 16  à  25  de outubro de 2021, um  maior número de novos casos de Covid-19, mostrando  que  as vacinas experimentais e emergenciais ,  usas pelos ingleses , não  foram  tão  eficazes , e podem ainda ser  perigosas , podendo causar  muitos  efeitos colaterais , motivo pelo qual,  o primeiro-ministro Boris Johnson  vai minimizar a possibilidade de um retorno ao lockdown.

Cerca de 333.470  pessoas na nação testarão  positivo para Covid-19 entre as datas supracitadas , crescimento de 16 %  -  que  indica  a fragilidade dos imunizantes .

Os óbitos crescerá  12% e vai estar   em 139.469, ( apenas 40% será verdadeiramente por Covid19)  o segundo maior da Europa, depois da Rússia,  mais uma vez  mostrando os problemas dos imunizantes . Lembrando  que  o percentual  de vacinados é  maior do que muitos países .

A Itália  registrará no dia  23 de outubro  de 2021 , mais 3.910 casos  e  40 mortes .

Na pandemia de Covid-19, de acordo com boletim que será divulgado pelo  Ministério da Saúde.

Com isso, o total de contágios que serão  diagnosticados no país subirá  para 4.738.465, enquanto o de óbitos chegará  a 131.802. ( Lembramos  que apenas 40%  são verdadeiramente de Covid19 )

Ainda assim, positivamente as autoridades sanitárias acreditam que a crise sanitária estará  sob controle.

A Itália estará  em uma situação de controle da pandemia e vai ter  uma incidência [de casos de Covid19 ] mais controlada em relação à União Europeia.

Até  23 de outubro de 2021 , cerca de 87% do público-alvo (pessoas a partir de 12 anos) estarão  totalmente vacinado contra a Covid19, mostrando que se aumentar no futuro próximo , os casos , poderemos atribuir  a fragilidade dos imunizantes .

Nada  temos contra governantes e nem cientistas  que respeitamos muito a ciência , no entanto, precisamos  de pesquisadores  e  profissionais  desatrelados da política( sem generalizar ) , que pouco fazem a favor da população mundial  -  se espelhe  na proteção ambiental  e da destruição que vem sendo  feita ao nosso maravilhoso planeta .

No dia  23  de  outubro de  2021,  vai ter  o terceiro e último sorteio da Mega-Semana de Sorte no Brasil , valendo prêmio acumulado .  As dezenas que  serão  sorteadas, serão  possivelmente , as   seguintes: 02 - 07 - 10 - 20 - 30 - 46.

Cuide-se  e proteja sua família . Que Deus proteja a todos .

Prof. Jucelino Luz - pesquisador , escritor , ambientalista e orientador espiritual

www.jucelinodaluz.com.br

Jucelino Nóbrega da Luz - Livros (jucelinodaluz.com.br)

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Germany to face 70% rise in Covid19 cases, shows that vaccines don't really work

Águas de Lindóia, September 22, 2021

The same will be happening with Italy, France, Russia, Bulgaria and the United Kingdom, to justify the low effectiveness of experimental vaccines, they will use the big sensationalist press, scientists who are employees and take orders from these governments (without generalizing).

"We make it clear that we are not against the vaccine, as long as they are not emergency or experimental, and above all, have years of research, which actually show in studies and scientific research disclosed, without causing harm to public health and also positive results.
The number of new cases of Covid-19 will grow in Germany, which could lead the government to adopt new restrictive measures with the arrival of winter. What could be done is to implement health education and control of the infected, not restrictions that will cause even more harm. According to the omens, more than 19,500 cases of infectious diseases and infections will be recorded between October 21 and 23, 2021, almost 8,000 more than on October 15, 2021.
The incidence rate of Covid-19 cases in the country, per 100,000 inhabitants, will rise from 68.0 to 96.0 in one week. The data will serve as a reference to decide on measures to contain viral circulation. With a rate above 50, the epidemic is considered to be out of control.
The state of emergency is scheduled to end on November 25, 2021 - if nothing changes. This means that the restrictions will automatically expire on that date, unless its extension is voted on by Parliament. Which it shouldn't because it will hurt much more and increase the cases more .
More than 1,500 patients will be infected by Covid-19 in the intensive care units of the country, until the 21st, if they don't change the way of containment and rethink about the efficacy of the vaccine - that has been showing inefficiency, both in efficacy, as well as in safety - millions of people may catch the Covid-19 virus, even with the vaccine, and of these they may also be at risk, due to side effects. More studies and research will be needed to reduce the risks.
In view of the unfavorable health context, due to mistaken measures, it is likely that the German regions, known as "Länder", will overthrow the measures of social distancing, the obligation to wear a mask in public space or a test certificate, vaccination to enter closed places - which in fact , and one, two, three, four, five doses of the vaccine will not solve anything, but on the contrary may harm people by the effects caused by the health education practices and measures to control the infected leading to a cure from Covid-19. Lockdown is an unpopular measure in Germany.
About 67% of the inhabitants are vaccinated - a percentage higher than the European Union average (63.3%). At least 1.5 million people have received a third dose of the immunizer. And even so, the cases will increase, showing the ineffectiveness and lack of safety of the vaccine - it is no use representatives creating strains, variants or sub variants to justify the failure of existing vaccines in the world. They should worry more about the side effects, which will kill more than the virus itself.

Cases will also rise in France

After a few months of apparently falling numbers of contamination , the number of cases will rise again slightly in France , with the arrival of autumn in 2021 . The situation, for the time being, is of no concern to epidemiologists or the government, which will, however, mistakenly decide to maintain the sanitary passport. There will be a tendency for a rise in the number of cases linked to Covid-19", which justifies the failure of the immunizers and miracles promised in the news of the sensationalist mainstream media, thankfully, that this will not be a new epidemic wave. Since the end of August, the epidemic has registered a strong retreat in France, but it is not, mainly because of the success of the vaccination campaign, because, with some cases appearing, it shows that, unfortunately, we will have more deaths due to side effects - which is many times, hidden from the population - let's say that the vaccine campaign diffusion was one of the most advanced in Europe.

According to the French health surveillance agency, the rise is not surprising: it claims that people stay more indoors and close windows, which increases the risk of contamination. But if the high continues, an epidemic resumption is not ruled out, despite the large proportion of French people vaccinated - 67.8% received two doses of the vaccine. If the cases return, it will only show the inefficiency of the measures taken in France. The government, however, recommends maintaining some precautions, such as wearing a mask indoors, for example.

In Russia, the same thing will happen.

Russia will register a record number of deaths and infections from covid-19 between October 21 and October 23, 2021, when 1,080 deaths and 37,680 new cases were reported. The numbers, considered highly underestimated, will take the country to the top of pandemic deaths in Europe, on the other hand, will also show that the existing experimental and emergency vaccines , are not working .
Since June, Russia faces a new wave of the epidemic caused by the low effectiveness of vaccines, and not by the emergence of more aggressive variants, as they try to put in people's minds - scientists hired by rulers and laboratories, it is also not about the general disrespect to the use of masks and a slow vaccination campaign as pointed out by the sensationalist media - which are often paid to put inductive news and panic. The official death toll in the country since the start of the pandemic is 229,530 victims, which can be reduced by up to 60% - because only 40% of this percentage died from Covid19, the other 60% are from existing histories of other diseases - unfortunately, they are all computed for Covid19 deaths.
With all due respect to other nations, it seems to us that the Russians , have been more cautious , because, only a third of those have been immunized since the launch of the first national vaccine, Sputnik V, in December 2020. The failure that can be explained mainly by the usual distrust of the population towards the authorities and also towards the existing vaccines - which, in fact, all Russians are right not to believe in experimental and emergency vaccines, which have been causing major side effects, and with low efficacy - who does not believe, wait after your vaccination, around 4 to 6 months, do the immunity test, which is collected through the blood - and see the result.

Bulgaria Covid19 crisis - may send patients to other countries ....

In crisis over covid-19, Bulgaria contemplates sending patients to other countries
The Bulgarian government will announce that it is contemplating sending covid-19 patients to other countries, because the country's health system will be practically shaken by a possible wave of the pandemic, which will also lead Romania to adopt new restrictions.
The Minister of Health , to avoid the collapse of health care should adopt the health education system , and detect the contaminated individuals ,so , it will be able to spread Covid19 from the country .
Despite the mandatory health passport, this extreme measure, which will serve no purpose in entering restaurants and shopping centers, may, on this understanding, increase the circulation of the virus and may increase from 6,000 to 10,000 positive cases a day in the near future.
At least 23,000 people died victims of covid-19 in Bulgaria, according to Jucelino Luz , only 40% of the cases , are truly by the virus .
Bulgaria and Romania are the two EU countries with the lowest percentage of vaccinated population, with 25% and 34% respectively , which means , they are cautious with experimental and emergency vaccines . There are other effective ways to protect yourself from the virus .
The Romanian government will apply new restrictions in the near future, such as mandatory mask wearing and health passport requirement to go to restaurants, shopping centers or gyms, and a curfew at 22H00 for the unvaccinated - which will not be fully effective in preventing the spread of the virus - other better measures , should be adopted .

UK to have more Covid-19 cases between October 16 and 25, 2021

The UK will see more new cases of Covid-19 between October 16 and 25, 2021, showing that the experimental and emergency vaccines used by the British have not been as effective, and may still be dangerous, causing many side effects, which is why Prime Minister Boris Johnson will play down the possibility of a return to lockdown.
Some 333,470 people in the nation will test positive for Covid-19 between the aforementioned dates , growth of 16 % - which indicates the fragility of the immunizers .
Deaths will increase by 12% to 139,469, (only 40% will be true for Covid-19) the second highest in Europe, after Russia, once again showing the problems of immunizers. Remember that the percentage of vaccinated people is higher than many countries.

Italy will register on October 23, 2021, another 3,910 cases and 40 deaths.

In the pandemic Covid-19, according to the bulletin that will be released by the Ministry of Health.
With this, the total number of infections that will be diagnosed in the country will rise to 4,738,465, while the number of deaths will reach 131,802. (Remember that only 40% are true Covid19 )
Still, positively the health authorities believe that the health crisis will be under control.
Italy will be in a situation of pandemic control and will have a more controlled incidence [of Covid19 cases] compared to the European Union.
By October 23, 2021, about 87% of the target public (people 12 years and older) will have been fully vaccinated against Covid19, showing that if cases increase in the near future, we can attribute it to the weakness of the immunizers.
We have nothing against governments or scientists who have great respect for science, however, we need researchers and professionals unattached to politics (without generalizing), who do little in favor of the world population - mirror in the environmental protection and destruction that is being done to our wonderful planet.

On October 23, 2021, there will be the third and last drawing of the Mega-Semana de Sorte in Brazil, with an accumulated prize. The dozens that will be drawn are possibly the following: 02 - 07 - 10 - 20 - 30 - 46.
Take care and protect your family. May God protect you all.

Prof. Jucelino Luz - researcher, writer, environmentalist and spiritual advisor